Mailgun para Mailtrap:
Um Guia de Migração

Este guia aborda os princípios fundamentais de como migrar de Mailgun para o Mailtrap facilmente: comparações de terminologia, configurações de SMTP ou API e outras especificações técnicas necessárias para que esta troca seja tranquila.

Diferenças entre Mailtrap e Mailgun

  1. Dependendo do plano, o Mailtrap armazena logs de emails até 60 dias. Também armazenamos o conteúdo dos emails e os seus dados durante 3 a 15 dias.
  2. O Mailtrap disponibiliza planos mensais recorrentes, com a opção de solicitar um plano ou faturação anual. Ao contrário do Mailgun, o Mailtrap não possui planos pré-pagos, mas tem o plano Free Forever com 1000 emails, para que possa experimentar o nosso serviço.
  3. O Mailtrap fornece o Bulk Stream, que permite enviar emails para vários destinatários de uma só vez (newsletters, promoções de marketing, atualizações de produtos, etc.).
  4. O Mailtrap tem um produto em separado – Mailtrap Email Testing – para testar seus emails pré-produção, conferir o spam score, validar o HTML e CSS e examinar a entregabilidade com diferentes provedores de email. Categoricamente, o Mailtrap Email Testing serve para testar emails em um ambiente seguro sem enviá-los aos seus destinatários.
  5. Não é possível agendar emails para serem entregues mais tarde no Mailtrap.

Mailtrap e Mailgun – Semelhanças

  1. Suporte para envio com SMTP ou REST API.
  2. Pode usar registros de return-path e DKIM para verificar um domínio.
  3. Ao enviar de um domínio que acabou de adicionar, a taxa de transferência fica limitada ou é criada uma fila de espera.
  4. Pode adicionar um arquivo .csv para importar endereços de email suprimidos.
  5. Tanto o Mailgun quanto o Mailtrap permitem-lhe adicionar opções de cancelamento de assinatura aos emails, sem escrever código.    

Comparação de terminologia

  • Multi User Access
  • Mailgun Templates
  • Suppressions
  • Tags 
  • Webhooks
  • X-headers
  • X-Mailgun-Variables 

Fluxo geral de migração passo-a-passo

  1. Depois de se registrar no Mailtrap, vá ao menu Sending Domains. Adicione seu domínio e verifique-o.

  2. Se escolher o serviço SMTP, altere as configurações de envio de acordo com as credenciais fornecidas pelo Mailtrap. Mais informações no cabeçalho SMTP abaixo.

  3. Se selecionar integração de API, confira a documentação de API e as bibliotecas do Mailtrap.

  4. Leve o tempo necessário para compreender as principais diferenças entre o Mailtrap e o Mailgun mencionadas acima.

    Precisa de ajuda?

    Contacte o nosso suporte e os nossos técnicos irão ajudar.

  5. Caso queira enviar mais de 200 mil emails por mês, não hesite em entrar em contacto com o suporte Mailtrap. Agendaremos uma chamada consigo para garantir que a sua migração é feita corretamente.

    Dica Mailtrap

    Pode usar o Ruby gem ActionMailer Balancer para distribuir a carga de emails de forma proporcional entre dois serviços de envio diferentes (ex: 60% no Mailgun e 40% no Mailtrap) para mitigar os riscos de envio.

Começar

Começar a usar o Mailtrap não é complicado. Só precisa de criar uma conta e depois configurar e verificar o seu domínio no menu Sending Domains. Confira o nosso Getting Started Guide para mais informações, mas aqui tem uma demonstração rápida de como funciona.

Verificação de domínio

  • Depois de se cadastrar e de adicionar e verificar seu domínio, ele passa por uma verificação de segurança que geralmente leva dois dias úteis. Durante esse período, sua taxa de transferência é limitada a 50 emails por hora, para evitar abuso do sistema. Leia nosso artigo Sending Limits para saber mais. 
  • É fundamental que não exclua e adicione novamente durante a verificação de segurança, porque pode ser interpretado como um comportamento suspeito.
  • Pode remover o limite com um pedido de suporte, no qual terá de responder a algumas perguntas para comprovar a confiabilidade do seu domínio. 
  • Certifique-se de definir opções de cancelamento de assinatura com o Mailtrap e de importar suas listas de supressão do Mailgun. 

SMTP

SMTP Endpoints

Mailgun Server (EU) Mailgun Server (US)
live.smtp.mailtrap.io
bulk.smtp.mailtrap.io
smtp.eu.mailgun.orgsmtp.mailgun.org

SMTP Ports

PortFunction
587Relay SMTP recomendado com TSL.
25Tráfego elevado, bloqueado por alguns provedores de email, devido a abuso.
2525Porta alternativa, caso você encontre problemas com outras portas.
465Para conexão SSL SMTP.

Configuração SMTP

Depois de verificar seu domínio com sucesso, selecione esse domínio, clique na aba SMTP/API Settings e selecione Transactional ou Bulk Stream, dependendo do tipo de emails que pretende de enviar.

Copie e cole as credenciais (para o fluxo que escolheu) no seu aplicativo ou projeto e envie um email de confirmação para verificar a configuração. Consulte nosso artigo Sending Domain Setup para obter mais informações sobre como fazer isso.

Nota: A ativação do TLS é obrigatória, conforme mencionado nas credenciais.

API

Mailtrap API tokens

O Mailtrap cria um token automaticamente quando você cria um domínio, cuja permissão de acesso padrão é Domain Admin. Pode editar permissões para esse token para autorizá-lo com outros domínios em sua conta.

Para obter mais informações sobre como gerenciar tokens de API, consulte nosso guia.

API Mapping

API typeMailtrapMailgun
The BasicsGeneralIntroduction
SendingSend emailMessages
Email TestingSandbox API

Bibliotecas de API

No momento, existem cinco bibliotecas disponíveis no Mailtrap.

Linguagem de ProgramaçãoMailtrapMailgun
NodeJSNodeJS SDKMailgunJS
RubyRuby SDKMailgun Ruby Gem
PHPPHP SDKMailgunPHP
PythonPython SDKNão suportado
ElixirElixir SDKNão suportado

API Authentication

O Mailtrap usa a autenticação Bearer. Por isso, precisa de passar o token da API no cabeçalho Authorization do seu email.

Gerenciamento de usuários

Do plano Business para cima, em Email API, você pode adicionar usuários à sua conta e gerenciar suas permissões. Ao clicar em User Management, poderá ver todos os usuários em uma conta específica, à qual pode facilmente adicionar novos membros e atribuir suas permissões.

Com base nas permissões que os usuários possuem, eles poderão visualizar, acessar e/ou modificar funcionalidades específicas de um aplicativo. Note que um usuário precisa de permissões de administrador para se autenticar e enviar emails via API.

Leia mais sobre como gerenciar permissões de usuários.

ActionMailer Balancer para uma migração tranquila

Para aplicativos Ruby on Rails, o Mailtrap providencia o ActionMailer Balancer, que facilita a migração. A extensão ActionMailer permite distribuir proporcionalmente a carga de envio de emails entre dois serviços de envio diferentes e mitigar os riscos de envio.

Depois de instalar o Balancer em seu aplicativo, e de fazer ligeiras configurações, ele alargará o método de envio do ActionMailer.

Para mais informações sobre o boilerplate e o uso em programação, leia a página de Github ActionMailer Balancer do Mailtrap.